sexta-feira, 11 de maio de 2012

O Planisfério de Cantino (1502)

Foi o primeiro mapa que situou o Brasil no mundo, o único que sobrou, além de ser um dos primeiros que indicam o Tratado de Tordesilhas. O mapa não possui autor (Não, então quem é Cantino?).

Alberto Cantino era um espião que estava agindo a favor do Duque de Ferrara, Hercules I d'Este (seria um italiano se na época existisse Itália) que estava a serviço em Lisboa e de lá conseguiu as informações. Em Lisboa ele pediu que se copiasse o mapa original (atualmente perdido) por 12 ducados de ouro equanto o Duque de Ferrara que lhe pagou 20 ducados, o que significou lucro para esse espião.




O mapa é grande, com o tamanho de 2,18 x 1,02 metros (2,22m²) e traz a inscrição "Carta da navigar per le Isole nouam tr[ovate] in le parte de l'India: dono Alberto Cantino al S. Duca Hercole" ("Carta náutica das ilhas novamente descobertas na região da Índia: dado por Alberto Cantino ao Sr. duque Hercule")

O Brasil (chamado no mapa de Terra Nova) aparece com apenas a faixa litorânea e muitas árvores verdes e douradas que representam o pau-brasil, arbustos azuis e papagaios vermelhos. Nesse período, usar as cores era muito caro então geralmente se usava poucas cores além do preto. Da América Central só estão as Antilhas (que aparece escrito "has antilhas del Rey de castella", as Antilhas do rei de Castela, é o mapa mais antigo com o nome Antilhas também) e da América do Norte, a Groenlândia e a atual Flórida.

Na África aparecem a ilha de Madagascar e também o arquipélogo de Mascarenhas (onde ficam as ilhas de Reunião e Maurício) antes de seu descobrimento, por Pedro de Mascarenhas em 1512 (ou 13). Na África também estão o castelo de São Jorge da Mina, o farol de Alexandria e as Montanhas da Lua (uma lenda). Outra lenda presente é a terra do Rei Organo, conhecida como o Reino do Preste João. No Norte do continente, no lugar da Cordilheira de Atlas está escrito "Montes Claros". Na Eurásia estão muito bem descritas Jerusalém e Veneza.

Veja o mapa em tamanho enorme aqui (site em francês).

Um comentário:

  1. Quando em miúdo meu pai me mostrou uma rosa-dos-ventos, penso que está no mapa, estava assinado Alberto Cantiño, com til, pronuncia-se Cantinho, dizia que era a origem da nossa família em Portugal, perdeu-se documento, meu pai faleceu em 1991.
    Gostaria de confirmar se é verdade.

    ResponderExcluir

Sente-se e converse!